Therasuit em Florianópolis 4 | Theralab Fisioterapia Neurofuncional

Blog

Blog Notícias

28

FEV 2019

Therasuit em Florianópolis 4

TheraLab | Tags: Therasuit, Fisioterapia, TV

Nessa semana tivemos o prazer em sermos convidados para falar um pouquinho sobre o método Therasuit em uma entrevista da Ric Tv em Florianópolis, onde fica nosso consultório no bairro Trindade. Ficamos muito felizes com o convite e também ansiosos para repassar o convite aos nossos pacientes, pois a ideia era saber a opinião deles sobre o tratamento de fisioterapia intensivo. 
O horário da gravação já era o atendimento do Caio e convidamos o Roberto para se juntar ao nosso time. A manhã passou super descontraída. Até ligarem a luz da câmera e começarem a gravar, eu acabei engasgando e me atrapalhei com as palavras, nada que um corte não resolvesse (ainda bem). 


O Roberto se saiu super bem, deu uma tossidinha mas representou e contou um pouco da sua história. Mas eu preciso dar os créditos para o Caio, que com 10 anos não se intimidou nem um pouco, estava radiante quando descobriu que iria aparecer na televisão e dar entrevista com microfone e tudo. Sem nenhum ensaio e nem saber das perguntas, respondeu com a maior desenvoltura e sem pestanejar, dando um show à parte. A repórter Karina não queria mais nada, isso que acabamos deixando ele por último para ele ver que não tinha mistério e se errasse (como eu fiz) não tinha problemas. 


Valeu Caio e Roberto!!! Muito bom ver no dia a dia a melhora de vocês e ter essa oportunidade de mostrar ao público a evolução com o método Therasuit. 
Os recursos utilizados no TheraSuit são uma veste (suit) e a gaiola (ou Universal Exercise Unit – UEU). O suit é uma órtese suave, proprioceptiva e dinâmica. Bandas elásticas são utilizadas para unir as peças, possibilitando um melhor alinhamento corporal e também ativa a musculatura que estava em desuso. 


Já a gaiola é composta por um sistema de polias, um sistema de suspensão e o spider. No sistema de polias é possível realizar movimentos de fortalecimento muscular. Cada parte do corpo pode ser isolada, enquanto exercícios são realizados, ou suspensa, “eliminando” a ação da gravidade e facilitando o movimento desejado, como podemos ver na reportagem os exercícios de membros superiores com o Roberto. 
O spider, por sua vez, possibilita que o paciente realize atividades enquanto é sustentado por um conjunto de cordas elásticas, presas à gaiola e ao paciente. Essa estabilização permitiu que o Roberto, mesmo sem ter os movimentos dos membros inferiores conseguisse ficar em pé e treinar os braços e também o controle cervical.

Trindade - Florianópolis, SC

(48) 99988-5776